Archive for the ‘Perplexidades’ Category

A Infelicidade do Século *** Vozes do Cadafalso *** Gênesis 1:2

Os júbilos…

In: Perplexidades

10 mai 2016

Os júbilos fecundam. As tristezas geram. (William Blake)

Religião

In: Perplexidades

10 abr 2016

A religião está na estrutura ontológica do ser humano. Em todas as sociedades veremos o homem oferecendo sacrifícios e reconhecendo as manifestações da divindade. O ateísmo é a subversão total do homem. O ateu é, em certo sentido, o anti-homem.

Se as árvores fossem altas e a relva curta Como num conto louco Se aqui e além um mar fosse azul Quebrando um monótono preto e branco Se um fogo fixo pairasse no ar Para me aquecer ao longo de todo o dia Se um cabelo farto e verde crescesse em grandes colinas Eu saberia […]

Livros citados: 1. Meditation – Marcus Aurelius 2. Silogismos da amargura – Emil Cioran 3. Luck – Ed Smith 4. Antifrágil – Nassim Nicholas Taleb 5. The complete Peanuts – Charles M. Schulz http://www.fantagraphics.com/series/the-complete-peanuts/ Fonte: Bunker do Dio

“O sofrimento é dado. Não podemos escapar à sua existência. É como lidamos com o sofrimento que define o que somos.” (Albert Camus in: Howard Mumma, Albert Camus e o Teólogo)

 “Durante toda a minha infância, vi empalhar cadeiras exatamente com o mesmo espírito e coração, com as mesmas mãos com que este povo constrói suas catedrais”. (Charles Péguy )

Sinfonia

In: Perplexidades

6 set 2015

“A verdade é sinfônica”. (Hans Urs von Balthasar)

Love

In: Perplexidades

6 set 2015

“…the most important element in the contemplative life is not knowledge but love…” (Thomas Merton, Ascent to Truth)

- Devemos dar importância aos sonhos ? – perguntou José. – Podemos decifrar seu significado? O Mestre fitou-os nos olhos e disse concisamente: – Devemos dar importância a tudo, porque tudo pode ser decifrado. (“O jogo das contas de vidro”, Hermann Hesse)


"A religião não era o ópio e sim a poesia da humanidade".

(Harold Bloom sobre Flannery O'Connor).

  • alice franca leite EX´-Cafezeiro: Gosto demais dos autores católicos como Lucio Cardoso:passei mais de 3 anos ruminando o seu Diário [...]
  • sergio: Olá querido, Enzo! Tudo bem!Seu blog faz muita falta! Era charmoso e sofisticado! Uma raridade na b [...]
  • Enzo Potel: Oie, Sérgio! Tudo bom? Sempre bom voltar a seu blog e encontrar alguma menção à Flannery O´Co [...]
  • sergio: Delma, Minha esposa tem um blog. Como esse assunto é mais fácil de ser tratado de mulher para mul [...]
  • sergio: Dailza, Minha esposa tem um blog. Como esse assunto é mais fácil de ser tratado de mulher para mu [...]