Posts Tagged ‘charles peguy

Os fariseus querem que os outros sejam perfeitos, Exigem-no. Não sabem falar de outra coisa. Mas Eu sou menos exigente, diz Deus. Porque Eu sei bem o que é a perfeição e não a exijo tanto aos homens. Precisamente porque Eu sou perfeito e não há em Mim mais do que perfeição, não sou tão […]

  Péguy nasceu em 1873, na França. Filho de um pai “formalmente, oficialmente não crente”, aluno de professores que tratavam a Igreja Católica como um resíduo decrépito do Ancien Régime, paroquiano de uma paróquia “pouco freqüentada, onde a classe operária, o povo, não é atingido, e onde aos domingos, exceto em algumas solenidades, a igreja […]

                                              É preciso que a gente suba Àquela que intercede, Àquela que é infinitamente celeste porque é também infinitamente terrestre, Àquela que é infinitamente eterna porque é também infinitamente temporal, Àquela que está […]

Para meu xará e amigo Sergio de Souza Imagem: “Esperança”, Paolo Ucello, C. 1435, Ce qui m’étonne, dit Dieu, c’est l’espérance. Et je n’en reviens pas. Cette petite espérance qui n’a l’air de rien du tout. Cette petite fille espérance. Immortelle. Car mes trois vertus, dit Dieu. Les trois vertus mes créatures. Mes filles mes enfants. […]

***

 “Durante toda a minha infância, vi empalhar cadeiras exatamente com o mesmo espírito e coração, com as mesmas mãos com que este povo constrói suas catedrais”. (Charles Péguy )

  Charles Peguy Fonte: As Tapeçarias – Eva Tradutor: José Fernandes Vidal Ó mulher, me escutai: quando as almas dos mortosNo pó de suas paróquias vierem procurar,Após enorme embate, em meio ao pesar,O pouco que há de haver de seus desfeitos corpos; E quando hão de se erguer nos campos de batalha Tantos soldados mortos […]

De cruz em cruz

In: Cristianismo

18 abr 2014

Charles Peguy escreve sobre sua peregrinação à Chartres. Ia todo ano à catedral, a pé, em agradecimento à Virgem Santíssima pela cura de um de seus filhos. Assim ele escreve ao seu diretor espiritual: “Acredite em mim, meu pai, eu o fiz, o caminho de Chartres. Permita-me dizer-lhe, o que faz ir a Chartres não […]

Charles Péguy Charles Peguy, em 1907 A fé que mais amo, diz Deus, é a esperança. A pequena esperança avança no meio das duas irmãs mais velhas e nem sequer se repara nela. No caminho da salvação, no caminho carnal, no caminho áspero da salvação, no percurso interminável, no percurso, entre as duas irmãs a […]

Charles Péguy “Pero la esperanza, dice Dios, esto sí que me extraña, me extraña hasta a Mí mismo, esto sí que es algo verdaderamente extraño. Que estos pobres hijos vean cómo marchan hoy las cosas y que crean que mañana irá todo mejor, esto sí que es asombroso y es, con mucho, la mayor maravilla […]


"A religião não era o ópio e sim a poesia da humanidade".

(Harold Bloom sobre Flannery O'Connor).

  • alice franca leite EX´-Cafezeiro: Gosto demais dos autores católicos como Lucio Cardoso:passei mais de 3 anos ruminando o seu Diário [...]
  • sergio: Olá querido, Enzo! Tudo bem!Seu blog faz muita falta! Era charmoso e sofisticado! Uma raridade na b [...]
  • Enzo Potel: Oie, Sérgio! Tudo bom? Sempre bom voltar a seu blog e encontrar alguma menção à Flannery O´Co [...]
  • sergio: Delma, Minha esposa tem um blog. Como esse assunto é mais fácil de ser tratado de mulher para mul [...]
  • sergio: Dailza, Minha esposa tem um blog. Como esse assunto é mais fácil de ser tratado de mulher para mu [...]